Autismo, TDAH, Asperger, Dislexia, Tod características e sintomas

imagens

Encontrei no facebook este post super interessante sobre as descrições das condições e algumas características e sintomas na infância e adolescência. Fonte Compartilho abaixo:

Autismo

É uma condição neurológica e neurodiferenciada que faz com que o autista sinta e vivencie o mundo de uma forma diferente e única (variável em graus e de forma singular), não possuem características físicas diferenciadas.

Principais critérios para diagnóstico:
– Déficits sociais;
– Comportamentos estereotipados ou repetitivos.

Síndrome de Asperger

É uma condição neurológica do espectro autista Apresentam Coeficiente intelectual geralmente normal ou acima do normal pode variar de pessoa para pessoa, e variar também de intensidade e gravidade

Os sinais mais comuns incluem:
– Problemas com habilidades sociais
– Comportamentos excêntricos ou repetitivos
– Práticas e rituais incomuns
– Problemas de coordenação
– Alguns são Habilidosos ou talentosos em seu tema de interesse

TDAH

É um condição diferenciada do neurodesenvolvimento. Caracterizada por problemas de atenção , atividade excessiva,
dificuldade em controlar o comportamento que não é apropriado para a idade de uma pessoa . Em crianças, os problemas de falta de atenção podem resultar em desempenho escolar ruim. O TDAH é dividido em três subtipos:
– Predominantemente desatento,
– predominantemente hiperativo-impulsivo
– ou do tipo combinado.

Diagnóstico:
pode ser feito por psicólogos, médicos psiquiatras, neurologistas ou até mesmo pediatras podem igualmente realizar um Diagnóstico Clínico, desde que tenham experiência e prática profissional extensa com estes pacientes.

O mais importante é procurar um ESPECIALISTA, alguém com vasta experiência na condição para o diagnóstico

DISLEXIA

É um transtorno de aprendizagem caracterizado pela dificuldade de leitura, apesar da inteligência da pessoa ser normal. E afeta as pessoas em diferentes graus. Os principais sintomas são dificuldades em pronunciar corretamente as palavras, em ler rapidamente, em escrever palavras à mão, em subvocalizar palavras, em pronunciar corretamente palavras ao ler em voz alta e em compreender aquilo que se está a ler. Em muitos casos estas dificuldades começam-se a notar na escola

Diagnóstico:
Uma equipe multidisciplinar, formada por Psicóloga, Fonoaudióloga e Psicopedagoga Clínica com uma minuciosa investigação. verificando a necessidade do parecer de outros profissionais, como Neurologista, Oftalmologista e outros, conforme o caso.
Avaliação multidisciplinar e de exclusão

Síndrome de Tourett

É uma condição neurológica que provoca explosões vocais e tiques físicos repetidos e involuntários. É a mais grave das síndromes de tiques. Tiques são espasmos musculares que Consistem em contrações repentinas e intermitentes de um grupo de músculos. As formas mais frequentes são piscar, fungar, fazer careta, movimentos do ombro e movimentos de cabeça e as vezes é associada à vocalização de termos obscenos, palavrões ou afirmações depreciativas e socialmente impróprias (coprolalia), embora este sintoma se manifesta apenas numa pequena minoria de pessoas com
Tourett de 10% a 15%.

Diagnóstico em crianças é feito por um Psiquiatra infantil ou Neuropediatra

Transtorno Opositivo Desafiador (TOD)

Pode ser definido como um padrão persistente de comportamentos negativistas, hostis, desafiadores e desobedientes observados nas interações sociais da criança com adultos e figuras de autoridade de uma forma geral.

Os principais sintomas do transtorno desafiador opositivo são:

perda frequente da paciência, discussões com adultos, desafio e recusa a obedecer solicitações ou regras, perturbação e implicância com as pessoas, podendo responsabilizá-las por seus erros ou mau comportamento; se aborrece com facilidade e comumente apresenta-se enraivecido, irritado, ressentido, mostrando-se com rancor e com ideias de vingança.

Para o diagnóstico tais sintomas devem causar prejuízo significativo na vida social, acadêmica e ocupacional da criança ou adolescente, também é importante observar que no transtorno desafiador opositivo não há sérias violações de normas sociais ou direitos alheios, como ocorre no transtorno de conduta
Diagnóstico em crianças é feito por um Psiquiatra infantil ou Neuropediatra.

Transtorno Bipolar na infância e na adolescência.

Caracterizada pela oscilação entre períodos de extrema euforia e outros de depressão, a bipolaridade até pouco tempo era considerada uma doença de adultos. Mas estudos recentes começaram a apontar que o transtorno pode aparecer ainda na infância, e de forma mais frequente do que se imaginava.
As crianças que têm o transtorno bipolar são invadidas por uma montanha-russa de sentimentos sem que possam, muitas vezes, compreender exatamente o que estão sentindo

Sinais de Alerta

– Isolamento social devido a seu comportamento inconstante
– Pouca resposta à estimulação visual e verbal
– Mudança inexplicável de comportamento
– Queixas de dores de cabeça e estômago
– Busca constante de novos estímulos
– Choro frequente e sem causa aparente
– Abandono de tarefas sem conclusão
– Recusa de alimentos ou voracidade
– Marcante inquietação motora
– Perturbação no sono
– Agressividade

Altas habilidades/superdotação

São os alunos que apresentam a facilidade de aprendizagem, pois dominam rapidamente os conceitos, os procedimentos e as atitudes. Por eles possuírem condições de aprofundar e enriquecer esses conteúdos devem receber desafios suplementares em classes comuns, em sala de recursos ou em outros espaços definidos pelos sistemas de ensino, até mesmo para concluir a série ou etapa escolar, em menos tempo. Suas características variam, mesmo porque cada um apresenta perfil diferenciado, como: no pensar, aprender, agir e no desenvolvimento de seu potencial.

Algumas características.
– Facilidade de concentração;
– Autonomia;
– Interesse por áreas e tópicos diversos;
– Iniciativa e liderança;
– Vocabulário avançado e riqueza de expressão verbal;
– Habilidade para considerar pontos de vistas de outras pessoas e perceber a discrepância entre idéias;
– Facilidade de interagir com crianças mais velhas ou com adultos;
– Interesse por livros;
– Criação de meios pessoais para resolução de problemas.

Esquizofrenia Infantil

É uma condição mental que se caracteriza por degeneração de processos mentais, motores e emocionais. Apresenta sintomas como alucinações visuais e auditivas, pensamentos ou sentimentos estranhos, e comportamento anormal, profundamente impactando a capacidade da criança de funcionar e manter relacionamentos interpessoais normais. Ele geralmente apresenta após a idade de sete anos. Cerca de 50% das crianças com diagnóstico de esquizofrenia sofrem de sintomas neuropsiquiátricos graves.
Os critérios diagnósticos são semelhantes aos da esquizofrenia adulta. O diagnóstico é baseado no comportamento observado pelos cuidadores e, em alguns casos, dependendo da idade, auto-relatos.

A esquizofrenia não tem causa definida; Entretanto, certos fatores de risco como a história familiar parecem correlacionar. Não há cura conhecida, mas esquizofrenia na infância é controlável com a ajuda de terapias comportamentais e medicamentos

Diagnóstico em crianças é feito por um Psiquiatra infantil.

Beijos  Simone Santiago Marques

 

 

 



2 Comentários para “Autismo, TDAH, Asperger, Dislexia, Tod características e sintomas”

Deixe um comentário