Livro ” Já tentei de tudo ” – Birra, manha e ataques de raiva: como lidar

ja-tentei-de-tudo1

Um grupo que participo no whatsapp sobre síndrome de Down, uma mãe postou esse texto, que achei simplesmente tudo !!!

Sabe quando cai a ficha ? Isso mesmo, a partir de agora, vou pensar diferente !!!

Quando fui buscar a Amanda na primeira semana de aula, ela me via vinha correndo e não me soltava, todos os dias estava estressada e cansada, claro que é normal, brincando muito e ficamos muitos dias de férias.

Ela chorosa e irritada, agora entendi o porquê.

Esse texto é do livro ”  Já tentei de tudo ” – Ele é escrito pela psicoterapeuta Isabelle Filliozati e com ilustrações de Anouk Dubois. Editora Sextante, 2014-09-18. iBooks.

A autora quer nos passar que ao invés de simplesmente brigarmos com os filhos por tal comportamento, devemos entender o motivo para ele estar agindo dessa maneira.

Vamos lá então – A página do livro  é ” Ana Trento”

Aquele sentimento que as mães sentem quando as pessoas falam: “ela só faz birra com você”, “ela fica ótima sem você”, “tava tudo bem até você chegar”.

“Todo mamífero espera a sua mãe antes de expressar um sentimento de pavor em voz alta. Na ausência da mãe, é melhor não se manifestar em demasia. Quando mamãe = segurança voltar, posso descarregar as tensões acumuladas.

O mesmo processo está em curso quando a sua filha fica incontrolável com você à noite depois de passar o dia divinamente bem na creche.”

“Ela aguentou situações de estresse sem nada demonstrar e só “sucumbiu” quando você chegou. Às vezes isso é difícil para as mães, que podem ter a impressão de que a criança deixa o pior para elas, ou podem achar que não são boas mães (sobretudo quando o pai reforça: “Olha, comigo estava tudo bem!”).

Choros e crises de raiva são às vezes (frequentemente) simples descargas de tensão dirigidas à fonte de amor incondicional: mamãe.

Esse comportamento continuará durante muitos anos ainda; tenha isso em mente quando sua filha adolescente lhe gritar toda a raiva que tem dentro dela.

Não esqueça que você é o receptáculo preferido para os seus sofrimentos; não por não ter autoridade (é o que muitas vezes dizem o pai ou mesmo a sua própria mãe), mas porque com você ela se sente segura.”

Trecho de: Filliozat, Isabelle. “Já tentei de tudo!”. Editora Sextante, 2014-09-18. iBooks.”
Da página: “Ana Trento”

Vale ressaltar que o texto não está dizendo que não podemos dar limites às crianças, não só podemos como devemos sim saber dizer não e colocar limites.

O texto apenas explica que esse comportamento tem uma base biológica, ou vai dizer que quando acontece algo muito difícil na sua vida a primeira pessoa que você procura não é a sua mãe?

Independente da idade que você tenha, a gente sempre pensa que mãe é sinônimo de compreensão e aconchego. Bom, na maioria dos casos né… claro que temos situações que isso não acontece, mas, na ordem natural das coisas, deveria ser assim. Mamães = segurança, carinho, afeto.

Amei !!!!   Mamãe te amo !!! 😉   Beijos Simone Santiago Marques

 



2 Comentários para “Livro ” Já tentei de tudo ” – Birra, manha e ataques de raiva: como lidar”

  1. Claudia maria trindade

    A minha aje exatamente assim e é isto mesmo que escuro e me sinto uma péssima pessoa achando que não sei como lidar com ela.

    Responder

Deixe um comentário